segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Férias

Eu andei meio prejudicada no inverno pela fibromialgia. Mas assim que a primavera chegou eu fiquei óóóóóóóótema. E de repente minha alegria acabou, pq a fibro voltou com toda força enquanto eu dizia pra todo mundo o quanto eu estava bem e feliz e era uma nova pessoa, etc. Em nenhum momento eu deixei de fazer o que devia, cumpri todos os meus compromissos com relaçao a Alana. Fiquei em falta com os trabalhos e com a casa e com a cachorra, mas juro que tentei. No inverno eu sempre penso que vai ser ruim então as pessoas me dizem que meus pensamentos tem força e que eu deveria pensar positivamente. Acho difícil, mas faço alguns exercícios, tipo planos e projetos, muitos projetos. Diminui muito minhas expectativas pra não ficar decepcionada, mas acabei ficando abaixo delas de qq forma. A fibro estava me deixando chateada, mas procurei pensar que não tenho muito o que fazer, além do que tenho feito. Tenho certeza que reclamei menos, até pq tinha problemas maiores pra resolver. Estava cansada, mas hoje fiquei muito chateada. Quando a Alana ficou de férias eu fiquei apreensiva, pensando em como ocupá-la. Eu queria que ela entrasse de férias, queria colocar alguns planos em prática, queria me divertir com ela. Tinha planos e projetos. Hoje o dia estava lindo em Porto Alegre e eu tinha certeza que ia pra praça com a Alana, mas a fibro disse não. A fibro está me fazendo mancar há dias, mas achei que hoje ia conseguir sair. Tem dias que não dá e hoje era um desses dias. Eu sei que devo me agendar conforme a fibro manda, mas é dificil dizer não a um rostinho lindo, animadíssimo, com as mãozinhas cheias de brinquedos, suplicando com pulinhos pra sair, pq, segunda ela, está um dia lindo! E estava mesmo, só que eu não consegui. Não foi a primeira vez e não vai ser a última, mas me dar conta as vezes de que nem sempre vou poder brincar com a minha pequena é muito, muito, muito deprimente. Então fiquei assim, tristinha, que nem esse post. Isso tem que mudar, só não sei como ainda...

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Selinho, questionário e Blake Edwards

Ganhei um selinho e questionário da Chris, do Inventando com a mamãe. Brigadinha, Chris!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sobre Você


Nome: Nanci
Idade: 39
Aniversário: 11/05
Emprego: Não tenho, mas tenho profissão, sou desenhista
Estado Civil: Casada
Onde vive, casa ou apartamento: Apartamento
Irmãos: Tenho 4 irmãos e 1 irmã
Animais: 1 cachorra, Vitória
Fuma: Não
Bebe: Muito eventualmente.


Aparência

Piercings: Não.
Tatuagens: Não.
Aparelho nos dentes: não.
Roupas: no verão, blusinhas,vestidos e saias. Nas outras estações, jeans e muita lã.
Cor dos olhos: castanhos.
Cor do Cabelo: castanho escuro.


Favoritos

Cor: Todas
Número: 8, pq sempre é o que me vem a cabeça.
Animal: gato
Flor: Margarida
Comida: Macarrão
Sabor de Sorvete: Chocolate belga da Hagen Das.
Doce: Pudim de leite
Bebida Alcoólica: Vodca com gelo.
Tipo de música: Rock
Banda/artista: Pearl Jam, Deep Purple, REM, Echo, muitos outros
Música: Ocean, Pearl Jam
Livro: Bíblia.
Filme: Esses dias vi A origem (Inception) e adorei.
Programa de TV: House (ainda).
Melhor amigo: Deus no céu, muitos na terra.
Dia da semana: sábado
Esporte: futebol


Vida Amorosa

Nome da Pessoa Amada: Mário
Estão juntos há quanto tempo: 11 anos
E de casados, há quanto tempo: 9 anos.
Local em que se conheceram: Na internet
Foi amor à primeira vista? Sim.
Quem deu o primeiro passo? Eu.
Já te deu flores: Sim
A coisa mais doce que ele te deu: Uma coelha de pelucia.
Um sonho de vcs dois: ver nossa filha crescer feliz.
Uma curiosidade do casal: Nós dois temos medo de barata.
Quem tem mais ciúme? Eu.
Ele se dá bem com a sua família? Sim.
E vc com a dele? Mais ou menos.


Outros

Sabe dirigir? Sei.
Tem carro/ moto? Não. Nem gosto de falar, tive que vender o meu recentemente e sinto muita falta.
Fala outra língua? Mais ou menos.
Coleciona algo? Não.
Fala sozinha? Falo sempre, faço piadas e rio sozinha. Me acho "a comediante".
Se arrepende de alguma coisa? Muitas
Religião: Sou Testemunha Cristã de Jeová.
Confia nas pessoas facilmente? Confio.
Perdoa facilmente: Perdoo.
Se dá bem com os teus pais? Muito bem com a mãe. Com o pai, quando ele era vivo era meio turbulento mas sinto muito a falta dele.
Desejo antes de morrer: ver minha filha adulta vivendo feliz e independente.
Maior medo: não ver minha filha crescer ou perder minha mãe.
Maior fraqueza: não sei dizer não (mesmo tendo dito duas vezes agora mesmo).
Toca algum instrumento? Não. (olha aí de novo)


Alguma vez...

Escreveu alguma poesia: escrevi.
Cantou em público? sim
Fez alguma performance em palco? Já, várias.
Andou de Patins? Muito.
Teve alguma experiência que quase morreu? Sim, quebrei o pescoço.
Sorriu sem razão? Diariamente.
Riu tanto que chorou? Muitas vezes. Já perdi o ar, já fiz xixi nas calças, já perdi um semestre pq não consegui parar de rir e a professora ficou ofendida, muitas histórias.


Agora vem um monte de palavras para dizermos sim ou não.
(não sei se podia, mas acrescentei umas)
Sim : Lutadora, Amigável,  Confiável,  Honesta, Sincera, Tolerante, Racional,  Criativa, Determinada, Engraçada, Esperta, Curiosa,Tímida, Sonhadora, Educada, Crítica, Cansada, Depressiva, Teimosa,Romântica.
Não - Pontual, Otimista, Feliz, Má, Estranha, Assustadora, Quieta,  Preguiçosa,  Ciumenta, Modesta, Mandona, Chata, Energética.


Como vc está se sentindo hoje: Exausta, como quase todos os dias.
O que te faz feliz: Minha filha.
Com que roupa está agora? moleton e camiseta.
Cabelo: Preso.
Brincos? Tenho e amo, não saio sem.
Algo que vc faça muito: ler e rir.
Conhece alguém que faça aniversário no mesmo dia que vc? Pelo menos 5 pessoas.
Está confortável com o teu peso: Sim, tenho 70 kg já faz 5 anos. Por incrível que pareça não ligo mais para meu peso. Já pesei mais e menos e agora não me importo mais.


Acaba a frase:
Gostaria de ser...mais saudável.
Eu desejo... ter muita saúde
Muitas pessoas não sabem... o quanto eu sou ... triste. Não sei explicar como posso ser tão bem humorada e tão triste. É uma tristeza natural, uma indignação permanente. Faz com que minha vida tenha momentos felizes e na maioria do tempo uma melancolia quase poética, às vezes meio ácida. Quase ninguem sabe e ninguem acredita qdo eu digo.

Eu sou... persistente.

O meu coração é: grande e frágil.

Repassar para dez amigas blogueiras:
Dani, do Criança bem vestida

Pri, do Blog de mãe e filha
Bia, do Bia mello: nova fase, grávida e feliz.
Rejane, do Vestido de rodar
Bela, do Chá de Baunilha
Regina, do Alfabetizando
Roberta, do Piscar de Olhos
Liliane , do Toc de menina
Régia do A vida como ela é ponto final
Sandra, do Projetando Pessoas.

As mesmas de sempre, não tenho muitas amigas blogueiras ainda, mas logo a lista ficará maior (espero).

Falando sobre a tristeza acabei de saber que morreu o pai da Pantera Cor de Rosa e marido da Noviça Rebelde, também conhecida como Mary Poppins, Jullie Andrews: o cineasta Blake Edwards.
Quando o Saramago morreu eu fiquei triste e nao quis comentar pq ia falar muito. Mas sobre o Blake Edwards, não é que eu seja fã incondicional ou super cinéfila, mas eu fico triste quando um desenho animado perde o pai (What!?!?!?!?!), no caso a Pantera Cor de Rosa. Eu amo a Pantera e ela está orfã. Pra mim é como se ela acabasse. Quando Walt Disney morreu apareceu num jornal americano o Mickey derramando uma lágrima. Até hoje me enche os olhos d'água qdo lembro da imagem. É totalmente esquisito eu me compadecer de personagens como se fossem pessoas. Insano. Outra coisa sobre o Blake Edwards é que ele fazia filmes MUITO engraçados, a maioria com Peter Sellers, mas ele era profundamente deprimido. O marido da Mary Poppins tinha depressão!!!! Dizia uma coisa bonita: que gostava de fazer os outros rirem pra trazer um pouco de alegria pra sua própria vida. Não é lindo e triste?

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

sorteio bebechila

A Bebêchila foi criada em setembro de 2008 por Lígia de Sica, alguns meses depois do nascimento da sua primeira filha. Elas sempre saiam juntas no sling, aquele carregador de bebê que parece uma rede. E ela começou a sentir falta de carregar uma bolsa que fosse confortável, permitindo seus braços livres para amamentar e atender a pequena. Não encontrou em lugar nenhum e acabou usando uma mochila convencional, esportiva, que nunca combinava com nada, e não tinha divisórias que facilitassem. Veio então a idéia de fazer uma mochila charmosa e com itens indispensáveis para as saídas com o bebê. Encontrou uma costureira experiente e começou a elaborar modelos e combinações, e desde então, outros produtos foram incorporados aos produtos Bebêchila: a Chila, a Bebêchilinha e a Bebechila + Sling."

No blog Cantinho do Rei Arthur, da Mariza está acontecendo um sorteio e ela pediu pra divulgar, então corre lá que as coisas são bem bonitas.
SORTEIO DE DUAS NECESSÁIRES BEBÊCHILA
 http://cantinhodoreiarthur.blogspot.com/2010/11/parceria-bebechila-sorteio.html

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

eu quero ser verde!!

Tá, eu quero ter o selo green. Não o blog, eu, enquanto pessoa, quero ser verde. Mas uso sacolas de plástico aos montes. Tenho sacola de pano. Adoraria levá-las ao mercado, mas se eu ficar sem os saquinhos de papel como vou jogar fora o lixo? É sério, pode parecer pergunta de ignorante mas eu não sei o que fazer. Fraldas descartáveis usei aos montes, sorry. Tento economizar agua e luz. não fumo, nao faço queimadas. ainda dou ração pra cachorra, mas dojeito que a coisa vai ela vai ter que se juntar a nós e comer os restos, se sobrarem. Mas mesmo com tanto perrengue, eu quero ser verde! Sou palmeirense, em nada isso ajuda, mas já me acostumei com a cor. Nunca jogo lixo no chão, não jogo lixo pela janela, como alguns de meus vizinhos super educados. Uso e reuso o papel em casa. Não o higienico, o papel de escrever, o que é bem difícil pq apesar de ser mãe em tempo integral, do lar e tudo o mais, sou desenhista por formação e vocação (embora meus professores de projeto discordem muitas vezes). Enfim, quero plantar arvores, fiz uma hortinha quando era criança e queor ensinar a alana a fazer o mesmo aqui em casa. Ela ama aquele programinha do nick jr, dedinhos verdes. Eu tb quero ter os dedinhos verdes. Mas a coisa dos saquinhos platicos me mata. Separo lixo, ainda não faço coleta seletiva pq esqueço do horário do caminhão passar. tem que ser muito disciplinado pra ser verde, não é pra qq um. Eu queria até ser vegetariana, troco tranquilamente um bife por uma salada, ainda que morando em Porto Alegre. Mas quando dá vontade de comer carne sai de baixo, fico bem louca, enxergando carne em todo lugar, tipo Pica Pau com fome, vendo pessoas virarem cachorros-quente gigantes. É bem assim. Então, se alguém souber me responder o que faço sem os saquinhos de lixo, uma alternativa qualquer vou ficar meis perto do meu selo verde, dado por mim mesma, evidentemente.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

sucesso

Recebi por email e ri muito. então queria dividir esse momento filosófico. bjs

O QUE É SUCESSO?


Ao 1º ano sucesso é: conseguir andar.

Aos 03 anos . sucesso é: não fazer xixi nas calças.

Aos 12 anos . sucesso é: ter amigos.

Aos 18 anos . sucesso é: ter carteira de motorista.

Aos 20 anos . sucesso é: fazer sexo.

Aos 35 anos . sucesso é: dinheiro.

Aos 50 anos . sucesso é: dinheiro.

Aos 60 anos . sucesso é: fazer sexo.

Aos 70 anos . sucesso é: ter carteira de motorista.

Aos 75 anos . sucesso é: ter amigos.

Aos 80 anos .. sucesso é: não fazer xixi nas calças.

Aos 90 anos . sucesso é: conseguir andar.

ASSIM É A VIDA....

"...NÃO LEVAMOS NADA DESSA VIDA, PARA QUE PERDER TEMPO COM MALDADE, COM FALSIDADE, COM FALTA DE AMOR...

SEJA FELIZ"

selinhos 2, ueba, ueba!

Então, vou corrigir uma coisa que disse no outro post. O primeiro selinho que eu ganhei foi da Sandra, do Projetando pessoas, só que eu não vi, pq estava sem internet. Vou postá-lo hoje, mas ainda to feliz com o da Chris, pq embora ela não tenha sido a pessoa que me incentivou a blogar (que no caso foi a Bia e o meu marido, que fez o blog), ela tem sido uma inspiração pra mim, tanto no blog como nos tratos com as filhas, e eu a admiro muito. Já a Sandra vou escrever embaixo pq faz parte de ganhar o selinho.
tenho que falar da blogueira que me deu o selinho:
 A Sandra, do Projetando pessoas, é especial. Sabe aquelas pessoas que vc gosta logo de cara. Pois o mais legal é que eu não a conheço pessoalmente, então tenho que me basear no que ela escreve. E embora pensemos diferentes em algumas áreas, ela é tão leve, educada e suave, que não tem como não querer ser amiga dela. E é o que eu quero: quero ser amiga da Sandra, na verdade quero ser um pouco como ela, pq quem me conhece sabe que eu não sou suave, nem leve, mas sou educada. Enfim , pura admiração é o que me lliga a essa amiga blogueira e espero que isso dure muito eu possa retribuir de alguma forma. bjs Sandra!

tenho que indicar 5 amigas blogueiras, eu tenho certeza que umas já tem esse selinho, mas vou indicar igual:
Bia, do Bia Mello, nova fase:grávida e feliz
Pri, do Blog de mãe e filha
Chris, do Inventando com a mamãe
Dany, do Quartinho da Dany e
Dani, do Criança Bem vestida.

beijos a todas, se já tiverem o selinho fica minha intenção de presenteá-las pq estou sempre lendo seus blogs, guardando suas idéias na minha cabeça e roubando um pouquinho da ternura dos seus blogs.

e o outro selinho é o fim de tão feliz que eu fiquei pq eu queria muito ele. Ganhei da Sandra, que acaba de ser eleita minha nova melhor amiga de todos os tempos, huahuahuahua...
ai, que amor, um dia eu vou ser pura gentileza e vou merecer esse selinho!!!
Brigadinha Sandra (best friend ever!!!!!)

tenho que responder as dez coisas que mais gosto.
1- Alana (que nao é coisa, mas tem que ser o top da lista)
2- falar com Deus
3- ler, ler, ler
4- filmes B
5- desenhos animados
6- arquitetura
7- rock, rock, rock
8- minha família em casa
9- gatos
10-coca-cola
e tem tantas outras coisas que é injusto só dez.

e dez amigas para indicar
Dani, do Criança bem vestida
Pri, do Blog de mãe e filha
Bia, do Bia mello: nova fase, grávida e feliz.
Rejane, do Vestido de rodar
Bela, do Chá de Baunilha
Regina, do Alfabetizando
Roberta, do Piscar de Olhos
Liliane , do Toc de menina
Régia do A vida como ela é ponto final
Márcia, do Só Kuka Fresca.

Alguém pode ter notados que presenteei as mesmas amigas no outro selinho. É que é assim ó: essas são as que eu sigo e que comentam meus posts e eu comento os delas. As outras eu sigo, comento mas tenho pouca resposta, então temos menos afinidade. Mas as leio sempre pq gosto de seus blogs. Essas que receberam selinho duas vezes são especiais pq já criamos vínculo e espero que elas gostem do selinho e do carinho. bjs

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

UEBA!!! selinho!!!!

Esse blog acaba de atingir um novo patamar. Onde antes tinha só dois olhões de mãe invejando os selinhos alheios agora tem um selinho ganho honestamente com muito suor, huahuahuahuahuahua!
A Chris do Inventando com a mamãe me deu esse presentinho e eu estou nas nuvens...brigadinha Chris!!!
Ah, tenho que repassar pra 10 amigas.
Primeiro o selinho

Agora as amigas: Dani, do Criança bem vestida
Pri, do Blog de mãe e filha
Bia, do Bia mello: nova fase, grávida e feliz.
Rejane, do Vestido de rodar
Bela, do Chá de Baunilha
Sandra, do Projetando Pessoas
Regina, do Alfabetizando
Roberta, do Piscar de Olhos
Liliane , do Toc de menina e
Márcia, do Só Kuka Fresca.

Todas essas eu leio e me lêem, ou já nos leram em algum momento, então posso considerá-las amigas blogueiras e potenciais amigas eternas.Algumas já são amigas do coração e pelo menos uma é uma amiga de longa data, daquelas que nunca vão sumir da nossa vida (graças a Deus!)
Beijos a todas e agora sim to me achando "A mamãe blogueira".

sábado, 27 de novembro de 2010

Indigo e cristal.

Estive lendo sobre crianças índigo um tempo atrás. Acho que todos os pais acham seus filhos especiais. Alana nasceu especial. Nasceu prematura. Era um especial que a gente preferia nao ter que enfrentar. Mas aconteceu e a gente teve que passar por isso pra ter nosso bebê em casa. Daí ela começou a crescer e eu achava que ela era o máximo. Básico, todas as mães acham. Poucas tem o equilibrio de achar que seu filho é igual a todos os outros. Eu não achava, ela era diferente e eu não sabia explicar porque. Fui ler, achei as tais crianças índigo. Depois do terceiro livro descobri que eu era muito mais índigo que a Alana. Ela não tinha nada de índigo, nada. Eu era super índigo, mas adulto não tem a menor graça. Adulto índigo é mal educado e metido a besta, isso sim. Mas eu não estava procurando nada de especial em mim, afinal me conhecia bem. Queria saber dela. Com o tempo descobrimos que o especial era "especial". Asperger. Foi difícil, muito difícil. Como diria o Robertão, sofri, chorei, tanto que nem sei. Passado o susto, a tristeza, vamos as soluções. Tudo foi dificil, caro, e cansativo. Ainda temos coisas a fazer, mas estamos bem melhor encaminhados e acessorados. Não to satisfeita ainda, mas vamos chegar lá. Faltam pequenos ajustes. Comecei a achar que o "especial" não é tão ruim quanto eu pensava e acho que minha filha é uma flor de criatura. Todo mundo que a conhece acha isso. Mas, alertada pelo meu marido, conclui que as pessoas são educadas e elogiam nossos filhos porque sabem que amamos quando isso acontece. Diziam que ela era um amor, que era diferente, que era especial, mesmo antes de a gente saber disso. Até hoje dizem: Alana é uma figura. Amorosa e divertida. Na escola as vezes vira uma fera, a professora sofre, mas era de se esperar, devemos achar maneiras de controlar esses ataques de furia. Daí, que eu fuço o blog dos outros em busca de outros blogs maternais. E achei um blog onde uma mãe desabafa sobre seu filho. Achei que o filho dela parecido demais com a alana. Deixei um post, morrendo de medo de ofender, falando sobre as semelhanças e o asperger, porque essa mãe nao tem ainda um diagnóstico para o filho de 5 anos. E um dos comentarios das amigas dessa mãe diz que o filho dela é uma criança Cristal. WFT??? Fui procurar e resumo da ópera: crianças novas estão nascendo, as índigo e as cristais. As índigo são confrontadoras e rebeldes, serão líderes mundiais e odeiam mentira e falsidade. Começaram a aparecem a cerca de 100 anos. As cristais são pacificadores e amáveis. Carinhosas e introspectivas. Artistas, vieram continuar as mudanças começadas pelas índigo. Começaram a aparecer depois do ano 2000. Segundo os defensores dessas teorias essa crianças são erroneamente diagnosticadas como especiais. As índigo como TDAH e as cristais como ASPERGER. A minha dúvida é: num mundo super complicado, onde teorias alternativas são cada vez mais aceitas, não é perigoso dar nomes misticos a doenças e deixar de tratá-las por medo de que percam suas características especiais? eu tive medo de medicar minha filha, mas hoje vejo que fez diferença pra ela. Sei que outras mães preferem mudar a alimentaçao, mas sinceramente eu não tenho grana pra dar leite de 16 reais o litro pra Alana nao comer nada de origem animal. Eu não sei se melhora ou agrava, mas li sobre mudanças significativas no comportamento das crianças por causa da alimentação. Enfim, pelo menos estão tentando ajudar essas crainças a se adaptar sem perder suas característcas especiais e sua personalidade apaixonante. Nada contra novas teorias, mas tenho medo, porque sei que é mais bonito ser indigo ou cristal do que hiperativo ou autista. Mas não é tudo rótulo? Sou mais de assumir as responsabilidade para com a saude e desenvolvimento da criança cuidando para que ela não deixe de ser um indivíduo, que vá mudar o mundo ou que vá ser feliz. Hoje eu sei que estamos fazendo nossa parte pra melhorar o mundo e que ser feliz é o direito principal de qualquer criança e cabe aos pais principalmente (não totalmente) viabilizar isso da melhor maneira possivel.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

sheldon tem asperger

Eu não vou dizer que acredito, mas as semelhanças são grandes. House tem asperger. Sheldon (The Big Bang Theory) tem asperger. Vi em vários sites e blogs, e já tinha minhas desconfianças. Personalidades difíceis e maniáticas. O mundo do entretenimento gosta de personagens com asperger, mas eles sempre me assustam muito. Vi um filme:Adam. É até bonitinho mas as limitações sociais do cara são enormes. Não vi Mozart e a baleia (com Josh Hartnet), nem o desenho Mary e Max, todos com a mesma temática aspie. Tem uma serie chamada Parenthood, que um guri tem asperger, dá medo. Tambem tem os famosos com asperger, mas como saber se é verdade? Quando se trata de mídia a gente duvida de tudo. Entre os famosos constam Bill Gates, Bobby Fisher, Al Gore, Stanley Kubrick, Keanu Reeves, Emily Dickinson, Alfred Hitchcock, Albert Einstein, Issac Newton, Beethoven, Mozart, Da Vinci, Van Gogh, Sid Barret e por aí vai. Os mais conhecidos são os mais loucos ou mais talentosos. Dá pra suspeitar, afinal nem todo aspie vai ficar famoso e milionário. Todos tem inteligência normal ou acima da média, mas o que tem em comum é terem obssesões, que podem levá-los a resolver grandes problemas ou inventarem algo importante como resposta as suas duvidas. A HBO produziu uma série sobre uma mulher, Temple Grandin, com asperger, que desenvolveu uma série de aparelhos usados na criação de animais para abate, um deles se chama máquina do abraço, ficou rica, escreveu um livro sobre sua infancia difícil e a série ganhou muitos premios. Agora ouvi falar de um filme: My name is Khan. O cara é indiano, muçulmano e tem asperger. A vida já era meio complicada mas depois do 11 de setembro ele teve que lutar pra provar que nao era um terrorista. Não sei se é bom, fiquei curiosa, mas é muito drama. E Bollywood é pra poucos né? eu amo cinema, acho que vou arriscar, assisti Slundog Millionary, até gostei, com dancinha no final e tudo mais. Pois é, temos bastante coisa pra assistir e talvez algo para aprender.

Como estamos

alana sendo atendida pela psicóloga nathália
(mais conhecida como dra. casinha)
Esse post é sobre asperger. Alana vai bem, está sob medicação, aprendeu a ler, cada dia mais fera no computador, fala com todo mundo, até quem nao conhece, tem se comportado melhor, está mais gordinha, as repetições diminuiram, as manias quase sumiram, gosta de cantar e representar, ainda nao gosta de doce (exceto bis), gosta de coca, mas em geral toma suco, ainda tem medo de barulhos, fica triste quando alguem fica bravo, mesmo nos desenhos, não gosta de tomar banho, mas gosta de escovar os dentes, brinca mais com o pai do que comigo, gosta de vestidos que rodam, sapatos de adultos e bolsas, ama os my litlle pony e a hello kitty (que ela chama de kitty, pq é intima dela), gosta da cachorra mas só fora de casa, está gravando o nome das pessoas, gosta de comentar nas reunioes( toda semana vamos a duas reunioes religiosas onde oramos, cantamos e comentamos sobre o que aprendemos na bíblia e ela gosta de falar), sempre ora pra sair, pra entrar na perua escolar, pra comer e pra conseguir um taxi (o que em porto alegre as vezes só é possível rezando muito), gosta de água e areia e plantas, detesta arrumar as coisas, gosta de atender o telefone. Parece uma criança normal, né? Pois é, mas não é e isso as vezes me causa muita angustia. Ás vezes me esqueço da doença e cobro. Um dia (kill me, now!) eu a fiz escrever uma palavra umas dez vezes, achava que estava de má vontade, que podia fazer melhor e apagava. ela começou a chorar, muito e eu me apavorei. Me lembrei de que eu era exatamente assim na adolescencia, cobrava muito dos outros. Não podia liderar nada, tipo time de volei na escola, pq era uma carrasca. E lá estava eu carrasqueando minha princesa por causa de uma palavra idiota, sem me lembrar de que uma das características do asperger é a falta de coordenação espacial (escrever pra eles é uma tortura) e também sem me lembrar de que ela tem 5 anos e não 21. Daí eu chorei junto, pedi perdão e ela disse "não se preocupe, vai ficar tudo bem". Eu sei que vai, mas me sinto super despreparada e a cada dia que me informo mais, e me sinto mais despreparada. Vamos na psicóloga e eu não acredito em nada daquilo, eu nao consigo entender no que ajuda, mas confio que vai ajudar, senão nao levava. Sou neurótica e perfeccionista, quase nunca termino o que começo pq nunca está bom o suficiente (sei, sei, psicólogo já). Me policio pra não cobrar demais dela, mas quando ela percebe que eu amoleci ela deita o cabelo. Enfim, ela está muito bem, segundo os médicos e eu fico feliz mas continuo confusa.Sei que ela vai se dar bem, vai conseguir driblar isso, mas eu tenho que tomar cuidado para não atrapalhar o processo.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

vitória e bom ar

por que cheiro de cocô dura muito mais que cheiro de perfume? minha cachorra nao consegue fazer as necessidades dela na rua (uma lady). então ela faz tudo num canto e eu tenho que limpar. até aí tudo bem, fazer o que, peguei o raio da cachorra, tenho que dar conta. mas eu me revolto. ela sempre espera que eu me ocupe de outra coisa ou que vá pra cama para fazer cocô. ou espera eu colocar comida no prato, ou fazer as unhas, ou prendê-la pra dormir. tenho uma amiga que disse que ela nao se sente à vontade na mnha presença e espera eu sair. mas qdo eu entro na cozinha ela fica toda prosa, quer carinho, lambe meus pés (argh!). se isso não é à vontade ela é muito dissimulada. daí eu vejo programas sobre cachorro e sei que eles tem de sair todo dia, senao estressam. EU TB!!! nem por isso consigo sair todos os dias. Fibromialgia é fogo, véio. Daí eu saio com o cão, no caso cachorra, e ela adora. e acha que todas as vezes que eu sair ela deve ir junto. Tenho que recolher o lixo escondido, pq a cadela chora se desconfia que vou sair. e eu falo com ela, tipo: pára com esse drama, nao vai colar. e o mário acha que eu sou louca, q ela nao entende. me lembro dos cachorros lá em casa, nenhum era insano e carente como a vitória, mas ela já veio detonada pra cá e mora em apto, então deve ser lesada mesmo a coitada. mais lesada eu que me recuso a me desfazer dela pq tenho medo da reação da alana, e sou responsável, nao vou soltar o bicho por aí, né? então eu que debochei tanto da esthe, que limpava o quintal todo dia das bostas das cachorras dela, hoje me vejo no meio da noite, pulando uma cerquinha de madeira numa cozinha minuscula, erguendo minha perna endurecida de caimbra com uma mão e na outra um saco de cocô, que fede a casa toda e nao adianta jogar perfume, pq as moleculas do cocô são muito mais fortes que as do bom ar, e fica um cheiro de bosta do campo, ou cocô de maçã verde. ter um animal de estimação te faz uma pessoa melhor. e eu acreditei...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

coisas da vida

Quem nunca quebrou a sandália na rua? Pois é, estava com pressa. Alana me esperando e eu resolvi correr de sandália. Quebrei uma quando tropecei a primeira vez, porque eu nao sei correr. Quebrei a outra quando tropecei porque eu nao sei correr. Estava com pressa, peguei ambas e joguei na primeira lixeira que encontrei. Estava descalça, com pressa, num bairro muito chique de Porto Alegre (Moinhos) e o calor que fazia esquentou o chão das calçadas mais destruídas possíveis. Corri tanto que criei um novo solado no meu pé. Quando cheguei onde a Alana estava relaxei um pouco, epois de caminhar umas 5 quadras descalça, com as pessoas olhando pq eu corria e parava e dizia ai, ai, que chão quente. Destruí meus pés. Com a alana em mãos comecei a pensar nos pés. Tinha 20 reais e nenhum cartão de credito. Caminhei mais umas 5 quadras e achei o shopping (chiquérrimo). Rezei pra que ninguem me impedisse de entrar. Entrei na primeira loja de sapatos que vi, na esperança de achar um rasteira de 15 reais. Depois me dei conta que tinha entrado na Arezzo. Rasteirinha: 70 reais. Lindas e impossíveis. Contei meu drama pra vendedora e ela me disse que eu devia ir nas americanas e ver um chinelinho. Excelente conselho, mas no caminho ainda tentei uma hering, achando que tinha chinelo. Nada. Os vendedores foram super educados e ficaram penalizados, mas tive que ir nas americanas  mesmo. Nada contra, tinha que ser chinelo mesmo. Só nao queria entrar numa loja muito grande, e cheia de brinquedos com a Alana. Aliás, a alana foi uma lady: olhou meus pés, nao disse nada e me seguiu bravamente pelas ruas chiques de porto alegre. Achei um chinelinho da ipanema, bem bonitinho, 9 reais e peguei uns lenços umedecidos pra limpar os pés. Tarefa cumprida fomos pra casa. Essa história toda foi pra contar que enquanto eu chorava minhas lamúrias pra vendedora da arezzo, a Alana resolveu experimentar alguns sapatos. A foto acima mostra qual o tipo que ela gostou. Tão boazinha que nem me pediu pra comprar. Acho que ela sabia que eu nao tinha 500 reais naquele momento. Mas a foto ficou fofa e até hoje to com o pé encardido...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

filha perfeita

minha filha é uma fofa

"mãe, quero comer arroz feijão"
"não tem feijão, alana, não deu tempo de fazer"
"então arroz com carne"
"não tem carne, alana, mamae esqueceu de comprar"
"então arroz...arroz tem, né?"

tem coisa mais fofa e compreensiva no mundo?

ah, tem sorteio de um sling baby leve no blog na Pri, mãe da Bia Cerejinha,do blog de mãe e filha. quem ler aqui, vai lá, tá?

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Desafio

desafio é criar filhos
Novo desafio, dessa vez enviado pela Sandra, do blog, Projetando pessoas, que é ótimo. então vamos lá.


1. Você se dá bem com sua sogra?
     Não

2. Qual o seu desafio?
     Criar minha filha em condições dignas em todos os sentidos.

3. O que diria a seu chefe se ganhasse na loteria?
     Não jogo e atualmente nao tenho chefe, mas baseando-me nos tres ultimos diria: olha, ganhei na loteria e quero que vc comemore comigo! tome aqui 20 reais e leve sua esposa pra jantar, bj

4. O que faria se descobrisse que alguém está lhe mentindo?
     Nada, pq o problema é dela, mentira é uma coisa que bate na gente e volta pra quem mentiu. Se fosse algo sério me afastaria, para evitar problemas.

5. Se sua casa sofre um incêndio e apenas puder salvar uma única coisa, o que salvaria? Por quê?
    minha bíblia, porque iria precisar muito dela pra me recompor

6. Você entra num local com muita gente, o que você faz?
    Vou comprimentando todo mundo, um por um, é um hábito.

7. Você vê um recipiente meio cheio ou meio vazio? Por que?
     Meio vazio, sempre fui pessimista, mas tenho tentado mudar, com ajuda de Deus um dia chego lá.

8. Você encontra uma Lamparina Mágica. Que três desejos Você pede?
     Saúde pra minha família, fim da miséria e fim das musicas dos novos sertanejos

9. O que te levou a criar um blog?
     Uma aposta com meu marido e a vontade de falar da minha filha. Ah, e sempre adorei escrever.

10. Se fosse um dinossauro, como te chamarias?
     Extinto?
     Brincadeira: exaustassauro.

11. Você mudaria algo no seu passado?
      Sim, um monte de coisas.

12. Qual é o teu sonho?
      conhecer o mundo com minha família, antes que ele acabe.

13. O que de mais vergonhoso fizestes?
      me envolvi com uma pessoa que ja estava envolvida com outra. morro de vergonha só de lembrar.

14. Se fosses um animal, qual serias?
      gato

15. O que nunca farias por dinheiro?
      gato, hahahaha, não, sério, prostituição (física, mental, espiritual).

16. O quê ou quem é capaz de tira-lo do sério?
      basicamente todas as pessoas com as quais convivo. saio do sério com uma certa facilidade.

17. O que fizeste em tua vida de que tenhas tanto orgulho?
       minha filha

18. Como gostaria de te enamorar?
      me apaixonei pelo meu marido de uma forma tão intensa e interessante que só gostaria que fosse desse jeito pra sempre.

19. Com que personagem, famoso ou não famoso, gostarias de parecer-te?
       tem um desenho no discovery kids, Toot e Puddle, são porcos que viajam o mundo e moram num bosque lindo, numa casinha super aconchegante. Eu vivo dizendo que queria ser um dos dois.

20. O que prezas mais na vida?
      Deus e a família. o resto é resto

21. O que significa paz para você?
       Sério? Dormir.

22. O que é amor para você?
      Deus.

23. Se pudesse mudar alguma coisa no mundo, o que mudaria?
      Quem governa o mundo.

24. Qual seria tua opção para outra atividade profissional que não fosse a sua?
      Queria ser chef de cozinha
    
25. Qual a sua melhor lembrança?
       balanço no fundo do quintal e alana chegando em casa depois de 5 meses e 11 dias de UTI.

26. Se fosse só fechar os olhos e imaginar, onde gostaria de estar agora, quando abrisse?
      Qualquer lugar com praia deserta.

27. Onde, como e fazendo o quê você imagina sua vida daqui a 10 anos?
       Paraíso, com saúde e família e cuidando de mais filhos

28. Para você, qual o segredo da felicidade?
      Ser você sem culpa, seguir os conselhos do ser mais sábio do universo, viver com o que se pode ter e saber dizer não.

29. Se pudesse escolher alguma personalidade famosa para conhecer pessoalmente, quem seria e por que?
       Tim Gunn. Pq ele parece ser super boa gente.

30. Qual é a sua melhor recordação natalina?
       Não comemoro natal e tenho uma amiga que odeia natal, então costumávamos sair de ceia em ceia na casa dos outros pra comer e roubar os amigos de suas respectivas famílias natalinas. eu sei que parece horrível, mas éramos adolescentes e era muito divertido. no fim da noite tinhamos tudo: comida, as melhores companhias do mundo e sem horário pra chegar em casa. Nesse momento quero pedir desculpas a todas as familias que comemoram o natal por roubarmos sua comida e seus filhos, hoje em dia sou mais respeitosa.

31. O que você diria a Deus nesse momento?
     Pai, me dê sabedoria e saúde pra ajudar minha familia a sair da lama financeira na qual nos encontramos e paciencia pra nao nos estressarmos com qq coisa.

32.Você vive o famoso "inferno-astral" nos 30 dias que antecedem o seu aniversário?
      não.

Para continuar a brincadeira, devemos acrescentar mais uma pergunta de nossa autoria e pedir pra mais cinco blogueiras responderem esse questionário:


33. O que você faz quando está a beira de um ataque de nervos?

minhas escolhidas são
Chris do http://inventandocomamamae.blogspot.com/
Bia do http://bia-mello.blogspot.com/
Pri do http://blogdemaeefilha.blogspot.com/
Daniela do http://criancabemvestida.blogspot.com/

e era isso, espero que tenham tempo pra continuar o jogo. bjs

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

passeios com cachorro


No nosso caso cachorra. Com a primavera veio o tempo bom e saimos todos os dias para a praça, eu, alana e vitória. as duas são insanas e eu, bem, nem precisa mencionar em que estado mental me encontro. numa fui boa da cabeça, mas é incrível o que a idade faz com o resto de bom senso que resta a um ser humano. e eu que achava que ia ficar calma e madura. na verdade eu concordo com a história de que a gente nao muda com a idade, a gente fica "acentuada". se for louca fica mais, se for calma fica mais e por aí vai. temos corrido muito, alana leva no mínimo um tombo por dia e eu estou considerando seriamente colocar joelheiras em todas as calças dela. Vtória gosta de comer porcaria. é nojento, ela encontra umas porcaria na areia, pensa que estão à milanesa e manda ver. eu corro, grito e ela corre mastigando. nao sei o que fazer. alana morre de rir. a vantagem é que a cadela é super mansa e não foge, mas incomoda muito pra sair, o que eu entendo, mas fico bem louca com o choro das duas pra dar uma volta, como diz a alana. enfim, agora elas são mais amigas, alana leva a coleira, cheia de orgulho e pra mim sobram os milhoes de pelo pela cas, cocô pra catar, xixi pra limpar, dar banho num mini cavalo super forte, só coisas prazerosas. mas as risadas e o orgulho da alana quando estão juntas ...é muito legal. nao posso dizer ainda que compensa, mas quem sabe com mais tempo eu finalmente vire cachorreira e aceite a situação de ser mãe de cachorro.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

alana e a comida

eu sempre vejo nos outros blogs as maes cozinhando com suas filhas, experimentando novas receitas, fico babando. alana adora ajudar a bater bolo, mas nao come de jeito nenhum. fomos comer um xis qq coisa numa lancheria e ela foi bem clara na preferencia: quero arroz com feijão. é isso povo, só arroz com feijao e as vezes massa(macarrão pros paulistas). a cena era hilária: mário insistindo e fazenmdo mil micagens pra alana comer BATATA FRITA. pedimos uma porção que esfriou e ficou murcha e ela nada. deu pequenas mordidas que nem tiravam lasca e dizia: hummmm, delícia. fomos numa janta e tinha vários pratos e alana pediu: quero arroz com feijao. as anfitriãs correram e trouxeram o prato pra princesa dos pobres. fomos a uma festinha e de novo: quero arroz com feijão. "nao tem alana, em festa nao tem arroz com feijao" "mas eu to com muita fome, muita mesmo." tive que dar uns bis que eu tinha na bolsa. e aí, deixo com fome até aprender a comer outra coisa, supernanny? acontece que eu li sobre a sindrome de asperger que é muito dificil pra eles aceitarem novas texturas na boca, então nao gosot de forçar. mas ela nao vai provar as coisas boas da vida (na culinária)? ela come legumes, toma suco de frutas, do que eu to reclamando? mas é que seria muito legal se ela comesse um pedacinho do bolo que ela ajuda a bater.

domingo, 26 de setembro de 2010

perdemos

Fiquei triste porque perdemos nossa bolsa de esportes no Projeto Borboleta da ACM. Esses meses de inverno foram horríveis e a alana passou gripada, já postei sobre isso. Mesmo assim houve uma sexta feira que nao choveu e fomos no projeto. Ela estranhou mas gostou e eu fiquei super feliz, pq quero muito que ela faça exercícios, não só pq é bom, mas porque ela está comendo mais, por causa das medicações. E ela se parece comigo fisicamente (não a cara, a cara é do pai), tem tendencia a ser gordinha, então queria cuidar disso desde cedo. Mas o tempo foi inclemente e voltou a chover em Porto alegre. Eu não posso levar uma guria para pegar um onibus as 7 da manha, com chuva e com tosse. Tomou antibiótico o mes todo. Acordei, olhei o tempo, frio e chuva, e nao tive coragem de tirá-la da cama para a chuva. Mas a coordenadora do projeto acha que outra criança pode aproveitar melhor a bolsa. Não me arrependi, faço muito esforço pra que ela tenha as coisas e as oportunidades, mas nunca arrisco a saúde dela. Achei insensato leva´-la na chuva e no frio e a apciencia da coordenadora acabou. Eu até fui mal educada e disse que ela deveria procurar uma criança carente cujos pais tem carro, pq quem em sã conciencia tira o filho da cama as 6, vai debaixo de chuva pegar condução pra nadar. É pedir pra ficar gripado, crianças são frágeis, a minha é. Fiquei chateada pq me esforcei muito pra que desse certo. Era as sextas e na sexta eu já estou entregando os pontos. Mesmo assim aceitei o horario pq queria muito que funcionasse. Mas nao deu. Achei que seria melhor compreendida, mas sei tb que esses projetos financiados pela prefeitura são bem concorridos, deve ter fila de espera. Paciencia, nao tive nem tempo de tirar ma foto de maiô rosa (muito fofo). Vamos esperar a situação financeira melhorar e pagar uma natação pra guria no verão. Vai dar certo, e como isso nao é emergencial temos que esperar.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

dentista

hoje fomos a dentista. ela mudou de endereço e foi pra um lugar muito legal e lindo. a alana adorou, saiu falando: que médico lindo! nao o médico, pq é a doutora, nao o doutor. médico é o conceito geral, lugar, ambiente, situação, tudo junto é o médico, pois quando a gente sai a gente diz: vamos no médico. bom, ela foi muito elogiada, os dentes estão óóóóótemos, a doutora continua maravilhosa, graças a Deus a gente ainda encontra profissionais que nasceram pra fazer o que fazem e esse é o caso da dra. Juliana. A coisa foi tão boa que a alana deu só uns gritos, mas básico, dentista tem que ter uns gritos né? Mas ela se comportou muito bem no geral e eu fiquei muito satisfeita. as vezes, mesmo nas situações mais difíceis vale a pena fazer uns sacrifícios, ser humilde, conversar e manter os profissionais de qualidade pq´estão cada vez mais raros nesse país em que poucos se especializam e tem verdadeiro amor pelo que fazem. a única coisa ruim é que eu não tirei uma foto bem boa pra botar aqui, mas como logo a gente vai voltar lá vou tirar uma foto linda e postar, cheia de orgulho da minha moça comportada e sua doutora amorzinho!!!!!

domingo, 5 de setembro de 2010

post pos gripe (wft!!!)

meu Deus do céu, chega de gripe!!!!!!!!!!!!!!hoje fez um dia lindo neste porto frio alegre e não pudemos nem tomar um solzinho, pq to podre de gripe. Alana pegou uma bactéria no colégio, chegaram a ligar pra cá pq várias pestinhas crianças estavam doentes também e queriam saber dos sintomas dela, se ela tinha ido ao médico, enfim, especulando, especulando. daí, eu que vivo com a minha imunidade a mil peguei a porcaria da bactéria e ganhei de brinde uma sinusite e duas semanas de cama. só levantava pra alimentar a alana, a cachorra e limpar o coco de ambas. alana mesmo com febre continua a milhão e eu só o pó. como queria ser jovem...enfim, passado morreu mas ainda to no antibiótico, então nao posso nem encher a cara pra começar a rir sem motivo de qualquer coisa. ontem tava tão mal que perdi voluntariamente uma festinha de criança, que acreditem, eu adoro, e também o SNL com o Jude Law e o Pearl Jam (quando isso vai acontecer de novo???????). minha cabeça doía tanto que só quis dormir. Agora to vendo a reprise do Emmy pq Fantástico é o fim. Acabou de aparecer o George Clooney ganhando um premio humanitário( nem sabia que ele era humanitário...) então to aqui teclando e driblando minha dores com um pouco de tv americana e piadinhas e george clooney.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

te amo

te amo 1
eu odeio pão véio, alana come qualquer pão: tem pão novo? pão véio? pão quadrado? pão grande?
eu digo te amo toda hora, não é banalização, é vício. amo mesmo, sempre acho que tô morrendo então não perco tempo: amo todo mundo e digo sempre.
segue o princípio do fim diálogo:
"mãe, quero pão..."
"Alana, eu sei o quanto eu te amo quando te entrego o último pão fresco da casa"
"sei, tá bom mãe, agora me dá o pão, pufavoi?"
"snif, (lágrima que corre)"

te amo2
me lembro que dizia ao meu sobrinho calleu que na época tinha 5 anos: "sabia que eu te amo?" todos os dias.
um dia:
"sabia que eu te amo?"
"eu sei, eu sei..."
pergunta que NUNCA DEVE SER FEITA: "vc não gosta de ouvir que eu te amo?"
"mas é que vc diz muito, não consigo esquecer"
"snif, (lágrima que corre)"

te amo 3
mário acha que em alguma coisa se parece com o Han Solo (vide Guerra nas Estrelas), sempre que digo "te amo"  ele responde "eu sei". o que aconteceu com o eu também seguido de mil beijos? homem não é fácil, em compensação mulher é facinha, facinha...
"snif, (lágrima que corre)"

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

a gente só aprende fazendo

lendo um gibi enquanto esperamos a pneumo.
pois é, ladies and gentlemen, castigo funciona. achei que com o tempo eles sacassem e nos enrolassem, porque era o que estava acontecendo aqui na minha casa. alana tava me fazendo de gato e sapato. um beijo aqui, um "pufavoi" ali, um te amo acolá e pronto, eu cedia. juro que nem percebia, achava que se o castigo que passasse de um determinado tempo ficava sem sentido, como dizem as supernannys e sempre usei o limite de tempo igual a idade dela. castigos de 5 minutos nao estavam funcionando e nos não gostamos desse negócio de bater (embora não seja contra um tapa na bunda e sou super contra a lei que quer botar pais na cadeia por causa disso, porque como em  tudo na vida, com excessos nunca conseguimos atingir nossos objetivos). sei de casos de abusos e de casos de uma ingratidão de cortar o coração, por isso posso dizer que tudo tem que ser avaliado lenta e profundamente. é lógico que casos de abusos devem ser levados a sério e com urgencia, como a gente pode notar os resultados dos casos mal avaliados, nao se deve brincar com a segurança das crianças. mas estava mesmo falando de castigos e nao punições físicas. seguinte: alana na ultima semana dormiu na sala de aula. fez xixi na roupa e precisou de fralda e roupas limpas. no primeiro dia achamos que era um fato isolado porque ela está tomando muito remédio, da gripe e da neuro. tem comido mais do que o comum, o que a gente já esperava e tem molhado a cama TODAS as noites, o que faz com que ela acorde na troca e nao durma mais. em suma, acorda cedo, quer cochilar à tarde. no segundo dia fui chamada para buscá-la pq havia dormindo outra vez. levei aquela chamada básica de que nao temos estrutura pra sonecas, nao sabemos colocar a fralda direito pq ela já é grande e vaza tudo, ela acorda assustada e agressiva. eles nao estão errados. sonecas só em casos extremos. duas vezes seguidas estavam sinalizando hábito. no terceiro dia a professora tentou distraí-la quando ela quis dormir e a moça virou uma fera. ficou agressiva com os colegas, sequestrou brinquedos, tirou fantasia, brigou com a professora. fui buscá-la e resolvi começar o trabalho desde aquele momento. expliquei pq ela estava indo embora antes da aula de musica (que ela adora), expliquei que estava muito chateada e que ela estava de castigo, que ficaria no quarto só com os brinquedos, sem tv e sem computador. foi dificil, ela chorou, esperneou mas ficou. de vez em quando aparecia na sala e eu só olhava e ela saía correndo. fui dar comida no quarto (inédito), fui dar remédio, fui dar boa noite. eu e o pai explicávamos a toda hora o porque de ela estar de castigo e como ela devia fazer para reconquistar nossa tv e computador confiança. eu fiz, achando que ela nao tava nem aí, ou pior, que ela nao se lembraria do que aconteceu e voltaria a ser a ferinha da semana na escola. também estava com pena porque o castigo incluia ficar em casa e o findi foi ensolarado e quente.ela teve autorização para ficar na sala com a gente, mas nao mandaria nas mídias.toda vez que ela pedia discovery kids ou computador a gente explicava o porque não. e ela respondia: tá bom, tá bom... na segunda feira, ainda no discurso "você pode conseguir o que quiser se você se comportar" , eu achava que nao daria certo, porque ela molhou a cama de novo (criança grande, bexiga grande), tomou as medicações normalmente e anda teve que acordar cedo para ir á psicóloga. dormiu no onibus e eu, mesmo prevendo o pior, deixei que ela dormisse numa viagem de 20 minutos. achei que ela ia chegar em casa e se grudar nos travesseiros. surprise!!! comeu, tomou banho e foi pra aula, lembrada de como seria bom se ela fosse comportada e nao batesse em ninguem. fiquei em casa esperando o telefonema para buscá-la. e quando chega a hora da perua/kombi escolar trazê-la de volta a tia motorista me surpreende com o recado: a professora pediu pra dizer que foi o melhor dia do ano!!!! se comportou, ajudou, brincou, fez trabalho, educação física, comeu, foi ao banheiro sozinha, nao dormiu, enfim, tudo que uma mãe espera de seu bebê em pleno exercício da civilidade na escola. funcionou, e eu estou muito feliz. agora sei que castigos funcionam se forem sérios e explicados. agora sei que um findi sem tv e computador nao mata nem aleija. agora sei que posso ser firme sem ser injusta ou carrasca. agora tenho que costurar, té mais. 

sábado, 14 de agosto de 2010

sobre posts e ser super

Eu gosto de escrever, sempre gostei, mas está na minha personalidade ser crítica, principalmente comigo. eu nunca entendi direito o conceito de "pena de si mesmo", mas vou fazer o possível para que os outros posts não reflitam tal conceito inerente na minha persona. e essa coisa de se sentir inadequada como mãe, acho que muitas de nós de sentem assim e também por isso procuramos melhorar a cada dia, a cada gripe, a cada tombo, cada stress. estava fuçando na internet sobre livros, que é um tema que eu amo e não sei porque cargas d'água, talvez por essa eterna vontade de melhorar  e esse absurdo senso de inadequação, eu amo livros de auto ajuda. uma vez alguem fez uma piada no saturday night live sobre livros de auto ajuda: se você precisa de ajuda e você vai ler o livro, escolheu a pior pessoa pra te ajudar! faz todo o sentido do mundo mas ainda gosto. daí achei um título em inglês: Life is too short to... esqueci, juro que fui procurar e nao achei mais, esqueci mesmo...mas o importante é a temática. o amazon libera umas páginas pra gente ler e eu vi que o meu medo de não ser adequada ao título de mãe moderna é comum a zilhões de mães. e que a nossa sociedade atual nos pressiona tanto a tantos papéis que é impossível ser tudo, não somos duas ou três e nem com ajuda a gente consegue fazer tudo e ser o máximo em tudo. então escolhi ser a melhor mãe do mundo e o resto vem com o tempo que sobra. não vai ser fácil, sempre sonhei alto e sempre achei que chegaria longe em vários aspectos. abrir mão e ser regular ou ordinária (no bom sentido) nas outras facetas da vida é algo que tenho que trabalhar (muito) mentalmente e dar importância ao que realmente importa, que é o que a gente resolve priorizar. ser super cansa e a gente simplesmente é vencido pela exaustão. isso dá tanta conversa que eu queria ter um monte de gente pra discutir sobre isso, mas fica o convite para meus amigos e amigas blogueiras pra falar a respeito.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

compartilhando inseguranças (espalhando paranóia)

no outro post fiquei me questionando enquanto super mãe e agora acho que sou mesmo super mãe enquanto mãe de alana, porque somos muito parceria, mano. é que eu fiquei gripada junto com ela DE NOVO! eu sei, eu sei, imunidade de merda essa nossa, mas que é que eu vou fazer? nós comemos, tomamos vitamina C e tentamos evitar contato com pessoas resfriadas. mas a gripe nos caça e cá estamos nós, com o corpinho todo trabalhado no vírus, no catarro, na tosse e na meleca. nebulização, paracetamol e resguardo. nem depois do parto me resguardei tanto. e a gora li sobre uma nova bactéria resistente a TODOS os antibióticos existentes. Bora mandar o gringos pra amazonia em busca do sapo cururu do papo amarelo e das pernas roxas, pra procurar o antídoto desta coisa. porque se existe um lugar que tem remédio pra tudo é a amazonia. Pfizer, Janssen e todos os seus concorrentes fiquem a vontade. Todo ano me apavora essa história de novas doenças e novos bichinhos, mas fazer o que? eu acredito que um dia viveremos num mundo livre destas coisas todas, mas enquanto isso, como diria o protex, LAVE, LAVE...

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

gripe

alana com pouco mais de um mes e 900gr.
naquele tempo eu era uma super mãe, e agora?
minha fofíssima tá doente de novo. não sei se são duas gripes seguidas ou uma que se complicou. amanhã vamos ao medico ver isso. além da dor de ve-la doente, estamos perdendo coisas, aulas, nataçao, ginastica, passeios, reuniões. e ultimamente eu, que nunca consigo deixar de pensar em mim, estou em crise de identidade maternal. quem me conhece sabe da minha fibromialgia, e que preciso de medicação para dormir, e durmo, gentem, durmo mesmo. portanto quem fica com a alana nas febres e crises é o pai! sim, o pai é a mãe...tá certo que eu fico de dia, o dia todo do lado, paparicando e dando remedio e carinho. tá certo que eu cuido dos remedios que faltam e faço com que ela os tome e coma bem pra se recuperar logo. tá certo que vou atras dos médicos e de qualquer outra necessidades dela. tudo isso devia me deixar confortável, mas parece que sempre falta algo. parece que o sacrificio mor são as noites em claro, e eu durmo! ele tb dorme mas fica do lado o tempo todo. é um pai maravilhoso, excelente e super cuidadoso. mas já ouvi amigas dizendo: você dorme quando ela tá doente? como consegue? tome bola amiga e vc vai ver como consegue dormir até debaixo d'água. não tomo bola pq quero, odeio e pode estar destruindo meu figado, mas se eu nao dormir nao consigo cuidar dela durante o dia. o pai é mais forte e consegue suportar melhor o frio, a fome e o cansaço. eu não. durmo pensando nela, acordo e vou direto no quartinho dela e já acordei no meio da noite pra ve-la. mas parece que se eu nao for a mãe sofredora padrão algo está ,errado. amo tanto minha gordinha que fico um caco por dormir, mesmo sabendo que ela está dormindo. estou louca? sou louca? estou com pena de mim? quem quiser palpitar fique a vontade. bjs, vou dormir, a febre baixou.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

desafio de 10 dias (quase 10 semanas)

finalizando o desafio dos livros: o livro mais antigo que li ou que tenho. vou falar sobre o livro mais antigo que eu me lembro ter lido, mas nao o tenho. acabei de descobrir que ele ainda existe e vou encomendá-lo assim que terminar o post, pq me traz ótimas lembranças de mil e novecentos e guaraná com rolha. o nome do livro é  O gato que pulava em sapato. foi da minha primeira fase biblioteca e nao me lembro se foi o primeiro, mas foi um dos primeiros. e eu o pegava tantas vezes que a bibliotecária me proibiu de pega-lo, o que foi cruel, mas me induziu a pegar outros livros, com mais texto e menos desenhinhos bonitinhos. mitas saudades dessa época e (pasmem) eu tenho a carteirinha da biblioteca até hoje. ai, ai...

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

então

alana "pintando a cabeça"
quem lê o blog, e alguns me garantem que o lêem, sabe da minha dificuldade pra dar nome aos posts. além dessa dificuldade tenho outra: medicar minha filha. desde a descoberta do asperger temos procurado todos os meios para providenciar o melhor tratamento disponível dentro do nosso orçamento classe "C" com passagem comprada para classe "D". Outro dia uma senhora aqui no condomíno disse que somos classe media baixa e eu soltei uma gargalhada, que teve que ser disfarçada com um "lembrei de piada que me contaram ontem", e imaginei o que essa pobre senhora estava pensando quando mencionava uma classe social inexistente e...vejam só como eu mudo de assunto! chama-se pessoa que não mantem o foco e esse tem sido meu nome por um longo tempo. então, sobre o tratamento, decidimos consultar outra neurologista, seguindo a sugestão da pneumo, dra. Simone, e essa neuro, dra. Natália, pareceu muito interessada na história dela, mas nos deu uma sugestão, logo de cara, de introduzir medicação no tratamento da alana, que até agora teria ficado no psico-pedagógico fantasma, pq mais eu vou ao psicólogo do que ela. Depois de confabularmos aqui em casa decidimos experimentar por um mês e ver como ela vai se sair. a príncipio o remédio ajudaria a ela na concentração e ela perderia alguns medos infundados. afetaria o comportamento deixando a guria mais calma, mais fácil de lidar. parece bom, mas nao sei se é ainda. então estamos em alerta, torcendo pra que seja bom, não queríamos que fosse necessário, mas logo saberemos...

sábado, 31 de julho de 2010

fase boa

Alana está muito engraçadinha. é uma fase muito carinhosa, cheia de beijos e te amos, um sonho. E tá piadista. Por exemplo, o plural de pum pra ela é punes. Quando é um "é um pum!", quando é daqueles compridos "è punes, mãe".  Chimarrão é machirrão, onibus é onigus.
Outro dia, com meu pincel de pó passando delicadamente na bochechinha fofa.
"O que vc tá fazendo, alana?"
"Eu to pintando a cabeça."

quinta-feira, 22 de julho de 2010

série que mais gostei

não posso dizer que li todos, mas todos que li gostei, são muito úteis e antes da internet, quando eu queria saber de algo eu recorria a eles. são os famosos "O Que É..." . e aprendi sobre filosofia, arquitetura, paisagismo, propaganda, economia, história e muitas outras coisas. Dá um conhecimento básico que rende umas conversas e eu recomendo, para iniciantes. Nos EUA e na Europa tem os "For Dummies", mas sendo eu tupiniquim dos pés ao bolso, fico com esses mesmo.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

postando, finalmente

Alana está de férias. Ela não consegue entender o conceito, mas está tentando aproveitar. Aqui o tempo está horrível, só chove e faz frio. Alana quer ir na praça brincar, olha o dia e acha que tá quente lá fora. Se tiver um solzinho então, fica difícil fazê-la entender que ainda pode estar frio, mesmo com sol, mesmo sendo dia. Uma gripe atrás da outra, quando ela melhora eu caio e por aí vamos. Mas eu to curtindo ficar em casa com ela, é muito beijo e abraço e acordar com o rostinho mais fofo do mundo te olhando. Isso se a maldita querida Vitoria não começar a choramingar e me acordar. Eu nunca fui cachorreira, acho difícil virar agora, mas tento cuidar do melhor jeito possível, num apartamento no inverno. Estamos bem, ou as coisas estão melhorando, ou minha postura está melhorando, ou estamos nos acostumando com as turbulências. Ou tudo isso junto.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

sou mãe






copido, colado e crédito dado: http://blogdodesabafodemae.blogspot.com/

livro que eu menos recomendo

pois eu acho que são tantos que não recomendo, mas tem um que eu li há muitos anos, era um best seller, e virou filme muitos anos depois. É "O Perfume". Eu tentei ler várias vezes só que o autor é tão detalhista e específico que eu comecei a sentir os cheiros descritos e comecei a ficar com muito nojo, muito mesmo e nunca consegui ler até o final. Então não recomendo para pessoas sensíveis (e malucas que sentem cehiro nos livros) como eu. Fica a dica, não leia, veja o filme que é bem menos detalhista, mas também fede!

oi gentem


Eu e minhas manias...decidi que esse blog vai voltar a ser cuti cuti e nao vou mais reclamar que nem no ultimo post. Coloquei até uma foto cuti cuti da alana com a vitoria pequena.Vamos ver se consigo, até arrumei outro blog pra reclamar, então quero dizer que ganhamos uma coisa bem legal. Existe um projeto aqui em porto alegre que se chama projeto borboleta, e ajuda crianças com dificuldades de socialização a se socializar (lógico!). É cheio de atividades físicas e inclusive natação e passeios. E ele dá bolsa a crianças carentes. Olha, não é que somos carentes no sentido que a gente vê as pessoas passando necessidade, mas estamos mesmo na fase vacas magras, então nao poderíamos pagar por nenhuma atividade extra que não seja a escola (com a ajuda da vovó Angelita). E recebemos ajuda de vários amigos, mas estamos tentando nos equilibrar, então estamos otimistas. Voltando as carencias, o que acontece é que a gente se qualificou pra ganhar um bolsa então ela vai poder participar a partir de agosto. Eu fiquei muito feliz pq ela adorou quando foi conhecer e eu gosto de ve-la em atividade, que nao seja computador. Enfim, foi um bom presente que pretendemos aproveitar bastante.

domingo, 27 de junho de 2010

fase dos infernos

Estamos passando por uma fase dos infernos. Acho que essa fase explica quase tudo, senão tudo o que estou sentindo. Mas escrever ajuda a aliviar a tensão né? Além do perrengue financeiro no qual nos encontramos ( e aí fica o convite para qualquer milionário solidário que quiser fazer um doação...) tem também a fase encheção de saco que a escola da Alana está me fazendo passar, além desse frio horroroso que acaba comigo e deixa minha guriazinha toda xexelenta e catarrenta... Gripe, febre, nebulização. Mas aí tem a escola: "Alana nao pode faltar pq ela estranha quando volta e dá o maior trabalho." "Alana precisa de acompanhamento psicológico urgente, senão não vamos viabilizar a matricula dela para o ano que vem." Gente, eu vou na secretaria de educação!!!! A escola tem que incluir, nao encher o saco até que a gente resolva se excluir!! Eu fui avisada por outra mãe que tem uma filha autista que as escolas tradicionais exigem tanto da gente que a gente se encolhe e acha melhor ir embora. Menos problema pra eles. Mas eu sou muito teimosa, muito mesmo e embora nao tenha um tostão pra pagar psicólogo (cabe aqui outro convite para doações de milionários formados em psicologia...), eu vou até o fim com isso e a escola vai ter que nos engolir, como diria o Zagallo, daí nós decidimos se queremos ou não nos incluir nesta escola ou em outra. A GENTE É QUEM ESCOLHE, NÃO O CONSELHO DA ESCOLA, A COORDENADORIA, A GESTORA, OU O RAIO QUE OS PARTA!!!!! Secretaria da educação, me aguarde, pq se eu tiver qualquer razão nisso eu não vou descansar até que eles parem de nos incomodar com churumelas. Tá, eu sei que ela precisa de atendimento psicológico, mas a vida não é assim, tudo tem tempo, tudo custa dinheiro, tenha santa paciência. Estou priorizando a integridade física da minha filha e preciso de apoio. se Deus está conosco, quem será contra nós? Conosco ninguem podosco...e fim.

o livro que mais recomendo

essa é a mais fácil das perguntas e vou ter que concordar total e incondicionalmente com minha amiga Bia, mãe do Victor: a Bíblia! Na verdade trata-se de uma coleção e o próprio nome do livro indica que são vários. é uma maravilhosa coleção de 66 livros escritos num período aproximado de 1600 anos por 40 escritores diferentes, de diferentes formações e obviamente de diferentes tempos. Ainda assim é toda coesa e tem um tema único: como Deus providenciou nossa redenção por meio de Seu Filho e o que exatamente isso significa em nossa vida. Todas as histórias de pessoas que confiaram em Deus, que duvidaram, que o desafiaram, que receberam seu filho, que o amaram, que o ouviram, que o seguiaram, que o mataram, todas essas histórias nos ensinam que a humanidade sem Deus é isso que a gente vê hoje e que, como Pai amoroso que é, vai nos ajudar a sair desse buraco sem fundo pra onde a humanidade se encaminha. Só precisamos ouvi-lo e o primeiro passo é ler sua palavra. É o livro mais vendido e de maior circulação do mundo, e embora muitos poderosos tenham tentado impedir que ela chegasse ao público comum e tenham lutado para que ela permanecesse na mão dos poderosos, ainda assim 90% da humanidade tem acesso a ela. Então vamos, povo, exercitem o cérebro, parem de achar que Bíblia é coisa de velho, abram a mente para o poder da Palavra de Deus!!! Não fique surpreso ao notar que Deus é muito mais criativo que os roteiristas de novelas da globo, escreve melhor que o Saramago (triste perda) e tem conselhos muito melhores e mais eficazes que o plagiador Paulo Coelho (que aliás tira muitos conselhos da bíblia e os escreve com se fossem dele).  Daí eu me empolgo: falar da Bíblia e falar mal do Paulo Coelho, é muito divertido!!!
P.S.; pra quem prefere no computador linka aqui e leia online entre um blog e outro: http://www.watchtower.org/t/biblia/

terça-feira, 15 de junho de 2010

o livro que menos me fez ter atenção nele

o nome do livro é Mulheres que se preocupam demais. Eu li mas nao prestei atenção, pq começou com uma conversa meio batida, mas real, e depois uns exercícios, daí eu desanimei. Não era ruim, mas é chato ler e ter que fazer exercício. To curtindo ou to estudando?

segunda-feira, 14 de junho de 2010

o livro que mais me fez ter atenção nele

A imagem da cidade, Kevin Linch. Eu sei que é um livro básico, mas eu o li no onibus e no meio do barulho, então eu começava e voltava, era difícil pra mim. Mas quando consegui finalmente o ler, li de novo, e de novo.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

o livro mais caro que comprei

Esse é fácil, foi um Neufert para arquitetos:" A arte de Projetar em Arquitetura" pela bagatela de 180 reais (whaaaaaata???????). Em 6 vezes. Ser pobre é deprimente. Mas eu uso bastante, pra quase tudo, só não tem receita de bolo ou mascara hidratante caseira para cabelos secos de abacate com iogurte. o resto tem tudo. nunca se sabe quando vc vai precisar projetar uma baia para cavalos ou uma quadra de tênis. Caro, mas útil. ah, quase me esqueci, agora tem disponível digitalizado...paciência.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

e o frio chegou

ele veio com toda força e me arrebenta os ossos e o ânimo. nao quero fazer nada, quero hibernar e acordar na primavera. eu sei que existem lugares mais frios, mas o que eu nao conheço nao me atinge, certo? errado! quanto mais frio nos lugares mais frios que aqui, mais frio aqui vai ficar, entendeu? ah, eu queria ser ambientalista e dar uma aula de aquecimento global, mas com esse frio meu cérebro congelou, só sei que com o aumento da temperatura do planeta as estações serão mais intensas e o frio será mais frio. tem que ver o filme do al gore com milhoes de pausas, mas agora estamos debaixo das cobertas, 8° em porto alegre e a vontade de morar na praia aumenta todo dia. one day, my friends, one day...

o livro mais barato

que difícil, eu vivo no brasil, onde livro é muito caro, coisa de rico.
foi um Dom Casmurro usado numa feira por 10 reais. nem sei onde ele está, deve estar na casa de alguem, mas acho que foi o mais barato. leitura obrigatoria, inclusive o era para vestibulares em geral. machadinho devastador como sempre leva bentinho ao âmago da questão: sou ou não corno? claro que sou, como não seria, aquela sem vergonha, olhos de ressaca e coisa e tal. pobre capitu, mas o livro é uma delícia e eu fico falando o óbvio sobre coisas que todo mundo conhece: o machado, a traição, e a dor de corno. ô vida...

ai, to tão felizzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Minha filha faz xixi sozinha!!!!!!!!!!!!!!!!!
parece piada, mas a alana simplesmente desapareceu da sala e ouvimos um barulho de água. o mário olhou assustado e eu corri para o banheiro e lá estava ela toda feliz e sentada e sorrindo e dizendo: eu fiz xixi!!!!
olha, a gente não sabe quando as coisas vão acontecer normalmente e por causa da síndrome a gente acaba não esperando muitas coisas ao mesmo tempo. então como ela está voltando sozinha na perua eu achei que esse era o premio por várias semanas, o motivo das festas, a mudança festejada, enfim... mas tema lei da compensação e ela ficou muito grudenta comigo, só dorme no meu colo, grita quando eu a deixo  na escola, faz um drama danado, vai comigo pra todo canto. não esperávamos o xixi independente, ainda falta muita coisa pra ela ser independente como uma criança de 5 anos. mas não sabemos o que esperar, então cada conquista é uma festa. estamos vendo um psicólogo (na verdade uma equipe) e assim que tiver novidades eu coloco aqui pra vcs saberem, tá? enquanto isso..EBA, IUPI, IAHUÚÚÚÚ

o livro que mais odiei

continuando, outro tópico que gera uma sensação de injustiça, porque quem lê bastante corre o risco que ler muita porcaria. e fico tentadíssima a descer a lenha no paulo coelho (de novo??) mas como estou tentando me ater a dez anos o mago brasileiro escapou. o meu eleito foi "Caderno de rabiscos para adultos que querem chutar o balde" de Claire Fay. Odiei por vários motivos: foi-me indicadíssimo, foi difícil de achar porque vende que nem agua, o título é bem legal, adoro as auto-ajuda da vida, e todos esses motivos, que parecem ser bons motivos, foram os pelos quais eu o odiei. Frustrou-me em todos os sentidos. Fui tratada como retardada pela autora, e sim, realmente quero chutar o balde, mas o livro parece uma piada de mau gosto. Sabe aquele filme que todo mundo vai assistir e você vai no embalo e percebe que é a unica pessoa que não ri, não chora, não gosta de nada no filme. Foi assim quando o terminei de ler em 15 minutos. Uma porcaria, nem pra rir prestou. E eu o comprei e ele está na minha frente e eu quero queimá-lo em um ritual de purificação mental. Mas eu não sou a Inquisição e não queimo livros, mesmo os ruins então eu o guardo para me lembrar em sempre seguir meus instintos e que ser best seller não é indicação de ser bom, assim como Grammy não é premio para musica de qualidade e Oscar...bem, acho que já me fiz entender.

terça-feira, 8 de junho de 2010

aceitando desafio

aceitando desafio de uma amiga blogueira vou postar sobre livros e o primeiro post é sobre o livro que mais gostei, o que eu acho impossível de responder com justiça. então vou falar do livro que mais gostei nos ultimos 10 anos e vou de Saramago, minha gente: A caverna. Porque foi um livro difícil, um livro intrigante, parecia uma escalada. Um portugues (linguagem, nao pessoa) rebuscado, um premio nobel, um desafio. Quanto mais dificil mais dava vontade de ler, até que uma hora você engata e o livro desliza na sua mente. Fica fácil, fica simples, o cara tá ali conversando contigo. além de ser atualíssimo e como tudo que é bom, contestador. O livro fala de uma situação hipotética, mas nunca fica "lugar comum". Saramago é mesmo um genio e eu me senti privilegiada quando terminei o livro. É uma experiência gratificante. Você enterra qualquer mínima curiosidade de ler os paulo coelho da vida e pensa: meu cérebro merece ser bem tratado. Saramago na veia, recomendadíssimo. e quanto tempo me falta pra falar de livros e de todos os autores que me elevaram e me ensinaram o prazer de um bom livro. fica pra próxima.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails