sábado, 5 de maio de 2012

Triste

Ontem fiz uma coisa que me deixou muito triste e não superei ainda. Tentei racionalizar e espantar a culpa mas ainda nao consegui. Resolvi dividir pra ver se o peso diminui. Tenho vindo de semanas corridas e meu sono acumulou. Tomo remedio pra dormir então qdo nao durmo fico grogue e super mal humorada. Acordei e tinha que levar Alana na psicóloga. Embora todas as células do meu corpo dissessem "NÃO LEVANTE, FIQUE QUIETA AÍ E DURMA MAIS", eu levantei e nos aprontamos pra sair. Dormi no onibus, dormi na sala de espera, dormi na volta. Qdo chegamos arrumei almoço e Arrumei Alana pra ir a escola. Levei, esperei ela entrar na sala e voltei pra casa. Almocei e tinha muita coisa pra fazer em casa. Eram 15:30. Mandei uma mensagem pro marido pegar Alana na saida da escola e APAGUEI. Simplesmente apaguei. Acordei com o telefone tocando, era a guria do colégio da Alana, pensei que tinha acontecido algo. Ela disse: Oi, só queria saber se vc vem, porque Alana tá desesperada. Eu disse: Por que?
Ela respondeu: Ela quer saber se vc vem pra APRESENTAÇÃO DOS CASTELOS. Dei um salto, entrei no sapato, que terminei de colocar na rua, fechei a porta e saí voando atras de um taxi. Se eu estivesse sem roupas teria saído sem roupas, porque saí exatamente do jeito que eu estava. Eu esqueci...esqueci da apresentação, esqueci... Fiquei imaginando as maes entrando na sala e ela me esperando, comecei a chorar e implorar pra que alguma taxi parasse. Nada de taxi, peguei um onibus pra ir pra uma avenida mais movimentada, achar um taxi. Cheguei lá ela estava na sala da coordenadora e o evento já tinha acabado. Pedi desculpe, levei uma chamada, Alana surtou, me disseram que ela gritou e assustou as crianças e os pais. Ela estava triste, não me culpou, nao perguntou porque eu nao vim, só me disse que nao queria voltar a escola nunca mais. Quase morri tentando nao chorar na frente dela. Ela ainda ficou no patio um pouco, brincando com s amigas e depois fomos pra casa. Encontramos o pai e fomos jantar na lanchonete da esquina. Ela ficou ótima, aparentemente, se divertiu,  brincou, comeu, e em casa brincou no computador. Eu só chorava, que culpa horrível, me senti a pior das mães, gente, como dói isso. To até agora entre lágrimas e pensamentos racionais: Não foi de proposito, nem descaso, fiz o que pude. Mesmo assim queria que o tempo voltasse e eu pudesse concertar isso. Sei que nao é o fim do mundo, mas porque culpa dói tanto? Foi a primeira vez desde que vendemos o carro que eu realmente desejei ter um de novo. Sei que agora nao dá então nao fico remoendo. Mas ontem eu xinguei muito por nao poder chegar mais rápido, se eu tivesse um carro. É dificil imaginar o quanto ela ficou triste, o quanto ela queria mostrar a parte dela no trabalho, foi muito dificil e está sendo até agora. Se v que está lendo nao acha grande coisa, ok, respeito seu ponto de vista, mas se vc já passou por isso e sabe o quanto dói deixa um comentário de consolo pra mim tá? To precisando...

21 comentários:

  1. Nanci, chorei aqui com vc viu?
    Se eu tivesse mais perto, te abraçava.
    Não tenho palavras, sei que isso ainda vai doer por um tempo até vc assimilar... Mas converse com Alana, quem sabe ela não vai entendendo aos pouquinhos... diga dos seus remédios e da sua tristeza em não ter ido...
    Não sei viu, eu nem sei o que te dizer pra amenizar
    Fiquem bem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Amiga querida, e' impossivel sermos super mae, super mulher, super dona de casa, super profissional, super tudo em 100% do tempo!
    Lidar com a culpa e' muito ruim, da' mesmo essa sensacao de querer voltar no tempo e acertar o que falhou, como da' ....
    Mas a minha experiencia de situacoes semelhantes (esqueci de feira de ciencias e voltei correndo, larguei agenda de trabalho para priorizar reuniao de pais e cheguei atrasada, falhando com filha, professora e chefe, etc), e' deixar claro a todos, que somos faliveis, que tem dias que o corpo desaba, que simplesmente deixamos cair a capa de mulher maravilha!
    Dicas adicionais - redunde alarmes na agenda, no despertador do celular, em ima de geladeira, sempre que tiver algum evento extraordinario q nao deva esquecer. Perdoe-se.Bj carinhoso

    ResponderExcluir
  3. Oh, amiga, nunca passei por isso não, mas senti pelas suas palavras o quanto doeu. Mas a Alana te perdoou e não foi culpa sua.
    Ela sabe o quanto você a ama, e que você teria ido, se estivesse em condições, mesmo não verbalizando isso.
    Ela vai ficar bem, e você também. Mas tire um tempinho para se perdoar. Você merece.
    Um beijo de carinho.

    ResponderExcluir
  4. Nanci
    menina... se eu te disser que ontém mesmo pensei demais em você, você acreditaria?
    Ainda pedi a Deus por você.
    Como te compreendo...
    Troco o dia com a noite, já cometi tantos erros que se eu pudesse voltar o tempo pra trás, juro, voltava...
    Você está assim porque é responsável, é amorosa...
    Outra mãe nem ligaria....
    Não temos o controle que achamos que temos.
    Infelizmente, não.
    Agora, pense um pouquinho.... pense naquelas incontáveis vezes que você conseguiu, que chegou nas reuniões, que ficou até mais tarde (mesmo morta de cansaço) junto com a filhotinha.
    Você é humana.
    Tem seus limites...
    Imagino sim que vem a cobrança, de dentro e de fora...
    Mas é VOCÊ, e só VOCÊ que pode medir o seu esforço.
    E você sabe o como se esforça.
    Concordo com a Sandra e com a Marina...
    Converse, converse muiiiiiiiiiiiito com a Alana.
    Ela já é grandinha né.
    Aos poucos ela vai perceber que você é tão humana quanto ela.
    Se você se tratar com todo este rigor vai fazer da Alana uma pessoa perfeccionista também.
    Calma...........
    Quer uma ideia?
    Tenho feito isso comigo por recomendação da psicóloga;
    Pegue uma folha de papel e desenhe esta angústia, passe tudo pro papel.
    Vai começar a clarear suas emoções.
    Faça o que a Sandra disse: anote tudo, ponha bilhetes e acima de tudo, converse bastante com a Alana.
    Calma querida...
    Sua filha está crescendo, assim como você e as frustrações fazem parte mesmo da vida da gente, não é.
    Fica em paz.
    Lembre-se do nosso Criador.
    Entregue-se a Ele...
    Sua criança não vai ficar traumatizada por conta deste evento isolado.
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. ô amiga, são coisas tristes mas que infelizmente acontecem, nãos e culpe, tenho certeza que ela ficou triste sim, mas que também já superou, as crianças tem um poder incrível, converse com ela e diga o quanto vc está triste com tudo que aconteceu, dê a ela a chance de se expressar também, mas não fique remoendo esse sentimento pq ele só vai fazer mal a vc ok?
    bjs e fique bem

    ResponderExcluir
  6. Ficamos muito mal ao decepcionar nossos filhos, nunca faltei apresentação deles, mas acredito que já os tenha decepcionado sim... a culpa é a pior coisa que uma mãe pode ter, e não acredito em quem fala que NUNCA sentiu/sente/sentirá culpa.
    Tente racionalizar, tente mudar o foco dos pensamentos e bola pra frente...Força aí.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. oi querida nossa que post esse teu, por enquanto a minha mariana não esta na escola, mas tento me colocar no teu lugar...ja que nossas flores são parecidas...

    eu posso te dizer assim, nao se sinta culpada, mas sei que a gente se sente sim, e que demora pra passar...

    tu estava cansada, esgotada, com sono por isso acabou faltando a apresentação da alana...

    sabe que quando nos tornamos mãe o sentimento de culpa vem junto né...e nós como mães de florzinhas lindas nos sentimos mais ainda...tem dias que só Deus pra me dar força, mas temos que levar, temos que ser forte, temos que chorar, gritar e fazer terapia...só assim pra gente aguentar...

    não é facil, mas é a nossa vida,elas dependem de nós, fazer o que, temos que levar...eu espero que um dia voce possa se perdoar e possa se sentir menos culpada...

    beijos querida, fica com Deus.

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga, amanhã domingo dia 06/05, venha me visitar no http://projetandopessoas.blogspot.com// e receba com muito carinho um selinho/desafio presente que postei para você! Aguardo sua resposta, me avise quando for publicar,ok?
    bj Sandra

    ResponderExcluir
  9. Isso nunca aconteceu comigo, mas imagino sua dor. Para ela, depois passa, para você não. Sinta-se abraçada!!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi querida,
    imagino sua dor. É muito ruim quando essas coisas acontecem e nos enchem de culpa. Mas elas acontecem com toda mãe.
    Durma!
    Um beijo.
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi amiga!
    Eu fiquei triste por ver vc triste.Não tem como ler esse post e não se emocionar.
    Mas infelizmente as vezes essas coisas acontecem né?!
    Tu estás num momento correria,e está muito cansada também.Tu precisa dormir,descansar para se renovar.Um SPA caía bem hein?!hehehe...
    Super beijo e esquece isso que tudo já ficou bem!
    A Alana tem uma super mãe e ela te perdoa por isso.Afinal,qual mãe que nunca cometeu um deslize?rs*
    Beijoquinhas e boa semana para vcs!

    ResponderExcluir
  12. o Nanci... eu não consigo imaginar o que vc está sentindo.
    Eu tb as vezes tô tão cansada de não dormir de noite por causa da fofucha que acorda quase toda hora, que esqueço de um monte de coisas durante o dia. A cabeça dá umas falhas por causa do sono.
    Foi a primeira vez que aconteceu né... então se desculpa... porque a Alana já deve até ter esquecido... quem sabe faz um programa divertido tu e ela como forma de pedido de desculpas...
    bjocas

    ResponderExcluir
  13. Nanci, eu chorei!! Imaginei seu desespero... Como as meninas disseram, ela vai acabar esquecendo, o problema é a gente esquecer. Ainda não cheguei nessa fase com o David, que ainda está pequeno, mas acredita que já tive pesadelos sobre essas coisas?? De não chegar pra buscar, de não chegar na festinha... Não somos super mulheres, mas sempre dói. Vai passar, e vocês vão ter muitas apresentações pra ver e curtir. Um abraço de urso!!!! beijo

    ResponderExcluir
  14. O meu lema é: Faço o melhor que eu posso diante do que sou agora neste exato momento. E esse pensamento tem me acompanhado desde que meus trigêmeos nasceram e me ajuda a não ter culpa.
    Não se culpe Nanci porque estavas esgotada e tens tua condição física que te deixa assim. Não somos super heroínas e temos que acompanhar o nosso próprio rítimo. Não se cobre tanto! Fazes muito. Ela vai ficar bem. Podes ter certeza. Acalme seu curacao e sinta meu abraço agora. Fique bem e amanhã sera outro dia, faça como as crianças e parta para a próxima Aventura sem olhar para trás! Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Ô Nanci, que coisa... não sei muito como te ajudar, mas faço coro com as moças acima: se perdoe, ninguém é supermulher, faça o que for possível pra amenizar (amenizar a culpa, que é a pior das consequencias, né?) e saiba que a Alana vai ficar bem, vc com certeza está pior do que ela com essa história toda.
    Como ela estea grandona também, hein? A foto do post abaixo é de uma menina tão grandona... cadê nossas bebês, gente? Socorro!
    Beijão e fique bem!

    ResponderExcluir
  16. Querida Nanci, super mãe da Alana,
    Para todos vocês que são mães, que serão mães, que têm mãe( no plano terrestre ou no espiritual), para as mães blogueiras e as blogueiras mães...
    FELIZ DIA DAS MÃES, hoje e em cada dia do ano!!
    bj Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  17. Só pra dizer que: 1,25 = praticamente a minha altura, hahahah! Como assim, minha gente???
    obrigada pelo comentário lá no post do MMqD, flor. Eu estava tão tensa, em dúvida se deveria postar ou não... mas a reação geral me deixou tranquila e me vez ver que, definitivamente, não sou a única (e eu achava que era, te juro!). Não somos, né? ;)
    Beijão!

    ResponderExcluir
  18. Amiga, nem sei como te consolar...a gente depois que "vira" mae se culpa por qualquer coisa, imagino o teu coracao como ficou pesado. Mas pense assim: Ja passou e o pior ficou pra vc, pois eles sao assim, superam rapidinho e nao guardam rancor. Mas vc sabe que nao foi descaso, nem de proposito...acontece. Poderia ate ter pego um onibus no horario e ficar impossibilitada de chegar por causa do transito ou outra coisa. Entao, nao pense mais...
    Alana é linda e terao muitas outras apresentacoes, ta? Bjs

    ResponderExcluir
  19. Oh amiga, que dor, eu posso imaginar com toda certeza do mundo o que você sentiu.
    A culpa dói de mais, mais você não teve culpa do que aconteceu, poxa você não estava bem, a cabeça da gente fica cheia de preocupações, são tantas as coisas...
    Mais você é uma mãe tão carinhosa, preocupada, prestativa. Você é a melhor mãe que a Alana poderia ter. Deus confiou em você pra cuidar dela, por isso não se culpe, você é uma mãe maravilhosa, não tenho dúvida.
    Um beijo bem grande!

    http://piticodegente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. E o dia das mães como foi?
    bjocas

    ResponderExcluir
  21. Oi flor, sei que a gente se sente mal mas isso acontece com as mães. Um dia minha mãe foi buscar minha irmã(na época ela tinha 7 anos) no colégio e esqueceu minhairmã na porta do carro( do lado de fora). Foi embora e conversando com minha rma que deveria estar no carro. Quando se deu conta que tinha deixado uma criança de 7 anos sozinha na rua! As mães são assim se atucanam mesmo e às vezes precisam de um descanso.
    Bewijos
    http://www.antonellaesuaboneca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Escreve que eu respondo! Vou responder aqui mas prometo fazer uma visitinha de volta!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails